Celular de marido preso por morte de grávida passará por perícia - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
14 de Dezembro de 2018

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

CAFE COM JOTA

05:05h

CAFE COM JOTA

Ouça Agora

Jornal Sentinela

07:00h

Jornal Sentinela

Na sequência



Celular de marido preso por morte de grávida passará por perícia

08/08/2018 09:01

A Justiça determinou na segunda-feira (6) a perícia de telefones celulares apreendidos na casa onde Andreia Campos Araújo, de 29 anos, grávida de três meses, foi encontrada morta. Ela estava enrolada em um cobertor dentro de carro estacionado na garagem. O marido dela, Marcelo Kroin, de 38 anos, foi preso em flagrante após confessar a autoria do crime à polícia. O caso ocorreu no domingo (5), em Jaraguá do Sul, no Norte catarinense.

Conforme a decisão judicial, o Instituto Geral de Perícias (IGP) tem dez dias para ver a relação das últimas ligações e transcrição das mensagens dos aparelhos, inclusive do marido da vítima. Como justificativa, a Justiça diz "a importância do acesso a conteúdos digitais para o devido esclarecimento do crime, havendo indícios de utilização do aparelho na prática deste". A solicitação de quebra de sigilo telefônico partiu do Ministério Público de Santa Catarina.

Ainda na segunda-feira, a Justiça também determinou a conversão da prisão em preventiva. A prisão em flagrante foi encaminhada ao Poder Judiciário na manhã de segunda. Ele está detido no Presídio de Jaraguá do Sul. O G1 não conseguiu contato com a defesa do marido da vítima.

Andreia foi sepultada na segunda-feira em Guaramirim, no Norte catarinense. Ela tinha uma filha de 10 anos de um relacionamento anterior.

Crime

A dona de casa de 28 anos morreu por traumatismo craniano, segundo o Instituto Médico Legal (IML).

A PM foi chamada por volta das 18h30 de domingo (5). Vizinhos relataram um possível homicídio no bairro Jaraguá Esquerdo. Ao chegar na residência, encontraram o corpo de Andreia Campos Araújo dentro de um carro, enrolado em um cobertor.

O marido disse que à polícia que o crime ocorreu depois de uma briga do casal. À PM, Kroin disse que Andreia tentou agredi-lo e que ao tentar se defender, deu um soco na jovem.

O marido contou à polícia ter colocado o corpo da vítima no carro, por volta das 14h do domingo, dirigido até a cidade vizinha de Canoinhas, e de acordo com a polícia "sem saber o que fazer, [o marido] voltou para casa com o corpo da vítima dentro do veículo". O carro foi apreendido pela polícia.

Versão do crime contestada

Segundo a Polícia Civil, Kroin confessou que a atingiu com um soco no domingo (5) e que ela bateu a cabeça depois, morrendo em seguida. Porém, essa versão é questionada pelo delegado Rodrigo Carriço.

“Se ela caiu após levar um soco, o natural seria que ele chamasse o socorro, porque poderia ter sido um desmaio ou outra reação. Essa versão dele não é plausível. Agora, caberá ao juiz avaliar se novas diligências serão necessárias neste caso”, afirmou Carriço.

Conforme o IML, a suspeita é de que a mulher tenha sido espancada e até esganada, mas a causa da morte foi traumatismo craniano.

Conforme a Polícia Civil, Marcelo tinha passagens pela polícia por violência doméstica, tendo como vítima a ex-mulher. “Em um boletim de ocorrência registrado entre 2015 e 2016, a própria vítima relatou que ele a empurrou e segurou seu braço com força”, declarou o delegado.

Fonte: G1 Santa Catarina
Link de Origem
Revisão e responsabilidade do site 

Todos os direitos reservados © 2018

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD