Dom Jaime celebrou último dia do Tríduo de São Pedro neste sábado (30) - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
22 de Setembro de 2018

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

Vale apena uvir de novo

06:30h

Vale apena uvir de...

Ouça Agora

Contatos com a Cidade

07:30h

Contatos com a Cid...

Na sequência



Dom Jaime celebrou último dia do Tríduo de São Pedro neste sábado (30)

01/07/2018 10:33

Reportagem: Jean Carlo

Neste sábado, 30 de junho, foi realizado na Igreja Matriz o último dia do Tríduo de São Pedro Apóstolo, que neste ano foi presidido, pelo arcebispo Metropolitano de Porto Alegre, o gasparense Dom Jaime Spengler, acompanhado pelo pároco da Igreja Matriz Frei Paulo Moura e pelo guardião da Fraternidade da Paróquia São Pedro frei Carlos Ignácia.

Dom Jaime abordou São Pedro, como discipulo de Cristo, que quando Jesus foi preso no Horto das Oliveiras, pediu que seus discípulos fossem liberados. São Pedro foi liberado, mas seguiu Jesus de longe, às escondidas. Levaram Jesus preso ao Palácio de Caifás. Pedro e João entraram no pátio palácio e ficaram ali esperando o desfecho de tudo.

No pátio, alguns reconheceram São Pedro e perguntaram se ele era um dos discípulos de Jesus. Por três vezes, porém, Pedro negou e o galo cantou, como Jesus havia profetizado. Quando Jesus deu a São Pedro a missão de ser líder da Igreja, disse a ele: tu és pedra, e sobre essa pedra edificarei a minha igreja. Pedro era um homem simples, extrovertido, falava sem pensar. Por outro lado, era acostumado às dificuldades da vida de pescador. Mas depois de três anos seguindo Jesus, e depois da receber o poder do Espírito Santo em Pentecostes, Pedro se tornou um grande líder, um apóstolo, palavra que quer dizer enviado.

Depois de Pentecostes, São Pedro reunia multidões em suas pregações. Ele tinha o dom da cura de tal forma que as pessoas queriam tocar em seu manto, ou passar sob sua sombra para que fossem curados e libertados, como nos atesta o livro dos Atos dos Apóstolos. Ele escreveu duas cartas que estão no novo testamento, animando e exortando a Igreja nascente.

Depois de Pentecostes, Pedro passou a ser um evangelizador por todos os lugares onde passava. Sua autoridade como o líder da Igreja nascente sempre foi respeitada e atestada por vários documentos da Igreja. Nunca foi questionada. De fato, São Pedro assumiu as chaves da Igreja e seus sucessores, os Papas, são continuadores de sua autoridade e de sua missão dada pelo próprio Jesus cristo.

Por pregar o Evangelho destemidamente, São Pedro foi preso várias vezes. Uma vez, em Jerusalém, um anjo de Deus o libertou da prisão passando por vários guardas. Depois de evangelizar e animar a Igreja em vários lugares, Pedro foi para Roma. Lá, liderou a Igreja que sempre crescia, apesar das perseguições.

Um dos momentos marcantes no 3º dia do Tríduo da Festa de São Pedro Apóstolo, foi a entrada da Pastoral do Surdo, na qual todos os participantes interpretaram a música Meu Barquinho, na Língua Brasileira de Sinais. Frei Paulo, como integrante da Pastoral, também interpretou a canção e todas as respostas comuns do rito da missa. Na frente do presbitério, ao longo da celebração, presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler, estiveram presentes intérpretes da pastoral traduzindo os ritos e as mensagens aos surdos que ocupavam as primeiras fileiras.

 

Todos os direitos reservados © 2018

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD