Lei de SC prevê multa e outras punições a quem não cumprir medidas contra dengue - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
26 de Novembro de 2020

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

CAFE COM JOTA

05:05h

CAFE COM JOTA

Ouça Agora

Jornal Sentinela

07:00h

Jornal Sentinela

Na sequência



Lei de SC prevê multa e outras punições a quem não cumprir medidas contra dengue

29/10/2020 14:09

O governo de Santa Catarina publicou no Diário Oficial do Estado uma lei sobre medidas de prevenção à dengue e febre amarela que precisam ser cumpridas por residências e estabelecimentos comerciais como borracharias e ferros-velhos. A norma prevê punições como multas e suspensão e cassação de alvará de funcionamento em caso de descumprimento.

A lei número 18.024/2020 foi publicada no Diário Oficial de terça-feira (27) e foi assinada na segunda (26) pelo governador afastado Carlos Moisés (PSL). A norma já está valendo, mas precisa ser regulamentada pelo governo no prazo de 60 dias.

As medidas de prevenção visam impedir a reprodução do mosquitos que transmitem as doenças, como o Aedes aegypti.

Medidas

As medidas que precisam ser cumpridas pelo donos de imóveis residenciais são:

  • conservar a limpeza de quintais, com recolhimento de recipientes e materiais, como pneus, que possam acumular água;
  • vedar caixas d água;
  • trocar água das plantas em intervalos máximos de cinco dias e manter plantas aquáticas em areia umedecida;
  • tomar medidas para que árvores ou objetos não acumulem água parada.

As medidas que precisam ser cumpridas por estabelecimentos comerciais do ramo de laminadoras de pneus, borracharias, depósitos de materiais em geral, inclusive em construção, e ferros-velhos são:

  • manter pneus secos ou cobertos, ou, ainda, vedados em barracões;
  • manter secos e abrigados da chuva qualquer material que possa acumular água;
  • atender às determinações feitas por agentes de sáude pública.

As imobiliárias e construtoras ficam obrigadas a disponibilizar um responsável para acompanhar as inspeções das equipes de Vigilância Epidemiológica ou de fornecer meios de contato com os donos dos imóveis.

Punições

As punições previstas para os proprietários de imóveis residenciais são:

  • advertência;
  • multa de R$ 1 mil, que dobra se houver reincidência.

Para os donos dos estabelecimentos comerciais dos ramos citados acima, as punições são:

  • advertência;
  • interdição para cumprimento das medidas sanitárias;
  • suspensão temporária da autorização de funcionamento por 30 dias, dobrados em caso de reincidência;
  • cassação da autorização de funcionamento.

Situação da dengue em SC

O boletim mais recente da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) sobre a dengue foi publicado em 16 de outubro. No total, o estado registrou 11.283 casos da doença este ano.

Do total de casos contraídos dentro de Santa Catarina, 80% foram registrados em Joinville, no Norte catarinense.

Em relação às outras doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, Santa Catarina tem cinco casos de febre de chikungunya, sendo quatro contraídos fora do estado e um em investigação, e nenhum de vírus da zika.

Neste ano, também houve 17 casos confirmados de febre amarela, segundo o boletim mais recente da Dive sobre a doença, divulgado em 10 de agosto. Todos foram contraídos dentro do estado. Duas pessoas morreram.

Nas cidades, a febre amarela pode ser transmitida pelo Aedes aegypti. Uma vacina gratuita contra a doença está disponível nos postos de saúde do estado para todas as pessoas acima de 9 meses de idade.

Fonte: G1 Santa Catarina
Link de Origem
Revisão e responsabilidade do site

 

Todos os direitos reservados © 2020

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD